F I L M E S

A Sequência F I L M E S foi fundada em 2001 por Eveline Costa com a produção do curta-metragem experimental “LUZ NEGRA” em 16 mm, com direção de Nuno Ramos. Produtora do longa-metragem CADA VEZ MAIS LONGE, direção de Eveline Costa e Oswaldo Lioi, selecionado para 18ª Mostra de Cinema de Tiradentes (2015); Produtora dos curtas- metragem: “Proliferações” (2010) e “DIA SIM, DIA NÃO”, direção de Eveline Costa/ Prêmios: Melhor documentário Rio Criativo/FIRJAN 2008; Prêmio Curadoria e Prêmio Mochileiro (Popular) no ENTRETODOS – 2º Festival de Cinema de Direitos Humanos/São Paulo. O filme participou de 28 festivais: Brasil (17), Europa (8), Estados Unidos (2) e Ásia (1). O filme foi um dos finalistas para o Grande Prêmio VIVO do Cinema Brasileiro 2010. TEM SOL NA BOUTIQUE (documentário em captação) foi selecionado e apoiado no edital Fonds des Iniciatives Etudiantes du Théatre de la Cité Internationale de Paris 2009.

 

N E V E N A DOC, documentário 

Direção: Eveline Costa

O novo projeto de SEQUÊNCIA F I L M E S, o documentário N E V E N A  D O C conta a estória de uma mulher que foi traficada.  >


CADA VEZ MAIS LONGE, longa-metragem ficção, 2014

Direção: Oswaldo Eduardo Lioi e Eveline Costa

Estrei no cinema: ESTAÇÃO  NET BOTAFOGO, 6 de JULHO de 2017,  às 20 hs

Pré estréia : Instituto Moreira Salles, Rio de Janeiro, dia 18 de Dezembro às 20 hs.

O filme foi selecionado para a 18⁰ MOSTRA DE TIRADENTES, 23-31 de janeiro 2015. Leia mais >


DIA SIM, DIA NÃO – documentário, 2008

Direção: Eveline Costa

Videomaker decide saltar do ônibus em que estava, na zona sul dodia sim, dia nãodia sim, dia não Rio de Janeiro, para entrevistar um homem que atrapalhando o trânsito e correndo perigo, empurra carrinho feito de casco de geladeira, em plena Avenida Niemeyer.

Melhor Documentário no Rio Criativo/FIRJAN, Prêmio Curadoria e Prêmio Mochileiro (Popular) no Entretodos – 2º Festival de Cinema de Direitos Humanos de São Paulo, 2008. O filme participou de 28 festivais – 17 no Brasil, 8 na Europa, 2 nos Estados Unidos  e 1 na Ásia. Um dos finalistas para o Grande Prêmio VIVO do Cinema Brasileiro 2010 (categoria Curta metragem)Leia mais>


PROLIFERAÇÕES – experimental,  2010

 

proliferaçõeDireção: Eveline Costa

Proliferações é um pensamento visual em busca do infinito. LEIA MAS> 

 

 


LUZ NEGRA – curta-metragem experimental, 2001 

Direção: Nuno Ramos

“Luz negra” é um filme de curta-metragem independente que homenageia o compositor Nelson Cavaquinho, através da documentação cinematográfica de uma intervenção visual e sonora num deserto semi-árido. A linguagem desse filme de certa forma, aproxima-se do espírito das canções de Nelson – seca, direta e “econômica”, mas também impregnada de sua quase trágica poesia.

Em Luz Negra (para Nelson 1), sete alto-falantes são depositados em covas e cobertos por terra. Ouvimos lá de dentro, a voz abafada de Nelson Cavaquinho interpretando “Juízo final”.